segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Oportunismos à parte

Foto: Daniel Giannechini


Bem que eu poderia
Falar de alguma tragédia
E me aproveitar de uma comoção nacional
Para me promover

Bem que eu poderia
Escrever sobre auto-ajuda
E ajudar a quem não se ajuda
Para faturar ao me vender

Bem que eu poderia
Falar de política
E meter o pau em Brasília
Mas isso todos estão cansados de fazer

Bem que eu poderia
Escrever sobre um time de futebol
Que não ganha uma
Mas que enche o seu estádio pra perder

Bem que eu poderia
Mas não vou
Vou insistir em escrever sobre o amor
Até morrer.

3 comentários:

  1. E por que não depois da morte?


    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Os livros seguirão, os versos também poderão ganhar a imortalidade ou não! Mas escrever só se for por outras mãos meu caro Felipe!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Foi o que Dilma fez, aproveitou o caso da Kiss para promover os seus, agora vem o carnaval e ninguém mais vai falar no que ela aproveitou.
    beijos!!

    ResponderExcluir