quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Paixão e ritmo

Foto: Raul Garré

Sobe o tom
Ouço as notas de um tango
Ao tocar o teu corpo violão
As batidas do candombe
Ouriçando tua latinidade
Remexendo o teu quadril
Com vontade
Sobre as minhas intenções
Aí eu vou
Marcando o passo
No compasso de um samba de raiz
Sentindo-me feliz por estar vivo na vida
Cantando um choro com liberdade
Ao encontrar a felicidade num sonho
Que agente projetou e escreveu
Faça como eu
Relaxe um pouco
E sinta o som.

Um comentário:

  1. Senti verdadeiramente o som desta poesia! Lê-se em ritmo. Muito bela!

    ResponderExcluir