segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Horizonte

Joan Miró

Eu tenho um querer
Complexo na sua razão de ser
Ele não mede consequências para existir
E nem deveria
Pois esse não é o seu papel
É confidente do desejo
Primo-irmão do anseio
Convive com borboletas e cataventos
Dentro de mim
Não é por sim dizer um simples querer
Ele mora num sonho
Que está prestes a se realizar.

4 comentários:

  1. Me ha gustado tu poema, me quedo con estos versos:

    Ya no quiero decir un simple sí
    Vive en un sueño
    Lo que está a punto de hacerse realidad.

    un abrazo

    fus

    ResponderExcluir