segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Antes do depois

Foto: Camila Hein

Antes de nascer
O poema já está pronto
Antes de morrer
O poeta já foi morto
Eu sei
Antes da palavra escrita
Há o sentimento
O encantamento
A poesia
Antes que o poeta
Encontre alguma razão que o comprometa
Ele usa a magia das letras
E inventa
A partir da sua bagagem de vida
E sacia
A sede de quem o sente
Profundamente
Até no silêncio
No exílio das palavras
O poeta lavra, planta, rega
E colhe
O que ele escolhe
Dependendo da semente
Que se chama inspiração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário